Facebook Twitter RSS

Dilma aumenta a luz no Paraná e no restante do país


Fonte: Blog Boca Maldita
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta sexta-feira (27) a Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) na tarifa de energia elétrica para distribuidoras de todo o Brasil. O aumento na conta de luz foi anunciado em reunião da Aneel, em Brasília. O reajuste, válido a partir deste domingo (1), terá índices diferentes para cada Estado. O maior aumento foi no Rio Grande do Sul, 39,5 % para a AES Sul.

No Paraná, a tarifa da Copel foi reajustada em 31,88% para o consumidor residencial. Mais de 80% dos consumidores da Copel são residenciais. Incluindo todos os segmentos tarifários, o reajuste médio da Copel é de 36,7%. A composição de todo o reajuste definido pela Aneel para a Copel provém de repasse de custos do sistema nacional.

A revisão extraordinária visa cobrir os custos que as concessionárias de energia do Brasil estão tendo com a compra de eletricidade mais cara. As distribuidoras, como a Copel, precisam comprar energia no sistema nacional para repassar aos consumidores.

A falta de chuvas nos reservatórios brasileiros reduziu a produção das hidrelétricas e aumentou o uso das termelétricas, uma energia muito mais cara. O reajuste da energia de Itaipu e do repasse de outros encargos federais igualmente estão contribuindo para o aumento do preço.

Os índices são maiores no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, que têm cota maior na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), um encargo federal pago pelas distribuidoras de energia subsidiar programa de consumidores de baixa renda, desenvolvimento energético e compra de combustível para as usinas térmicas do País. Estas regiões também têm aumento maior por causa do reajuste na tarifa de Itaipu, impactada ainda pela variação do dólar.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net