Facebook Twitter RSS

Reflexão da semana - Bispo Dom Manoel João Francisco


 MENSAGEM DO BISPO

Na próxima segunda-feira, dia 08 de dezembro os católicos celebram a solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria. Não será feriado, mas para os católicos é como se fosse um domingo, com a obrigação de participar da Missa ou da Celebração da Palavra, onde não houver Missa. Nos primeiros tempos da Igreja era normal para os cristãos celebrarem as festas, e os domingos em dia de trabalho. O domingo passou a ser feriado somente no século IV, com os Imperadores Constantino e Teodósio. Até aquela data, conforme o testemunho de são Justino, no ano 150, ou seja, no século II, os cristãos, aos domingos, vindos das áreas rurais e das várias partes da cidade, se reuniam de madrugada, para celebrar a eucaristia, porque durante o dia deviam trabalhar.

O dogma da Imaculada Conceição foi proclamado em 1854 pelo Papa Pio IX com estas palavras: “A beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua conceição, por singular graça e privilégio de Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda a mancha do pecado original”.

Dogma é uma verdade da fé que não permite dúvida, muito menos, contestação por parte dos fiéis. Se alguém negar ou contestar de forma pública um dogma da Igreja passa a ser herege, ou seja, não faz mais parte da Igreja. Fica excomungado.

A obrigatoriedade de crer na concepção imaculada da Virgem Santa Maria é recente, desde que foi proclamado o dogma em 1854, mas a fé dos fiéis nesta verdade, embora a Bíblia não fale explicitamente dela, é muito antiga. Começou entre os fiéis do Oriente e mais tarde, a partir do século XI, espalhou pelo Ocidente, graças à contribuição teológica do franciscano Duns Scoto. Tão grande era esta fé que, quando algum teólogo a punha em dúvida, ou a negava, todo o povo cristão se escandalizava e se sentia ofendido.

O povo brasileiro é muito devoto de Nossa Senhora em sua Imaculada Conceição. São mais de 375 paróquias a ela dedicadas. Deste número fazem parte três paróquias de nossa Diocese de Cornélio Procópio: a de Jataízinho, a do distrito de Panema, no município de Santa Mariana e a de Nova América da Colina. Sua imagem aqui chegou em uma das naus de Pedro Álvares Cabral. Ela representa Nossa Senhora de pé sobre o globo terrestre, tendo as mãos unidas em oração e os olhos voltados para o céu.  Seus pés esmagam a cabeça de uma cobra, símbolo do pecado original. A imagem de Nossa Senhora Aparecida, a cujo santuário, todos os anos, acorrem milhares e milhares de peregrinos, é uma antiga imagem da Imaculada Conceição encontrada por três pescadores nas águas do rio Paraíba do Sul.

Na solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, somos todos convidados a louvar a grande misericórdia de Deus para com todos nós seus filhos e filhas. Como nos lembra São Paulo, “todos fomos eleitos, antes da fundação do mundo, para sermos santos e imaculados aos seus olhos” (Ef 1,4-6). Nossa diferença em relação à nossa Senhora está apenas no antes e no depois. Ela foi preservada do pecado antes de sua concepção, nós fomos libertados do pecado, depois de nossa concepção pelas águas do batismo. Tanto ela, quanto nós fomos redimidos graças a bondade de Deus que enviou seu filho ao mundo para nos salvar.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net