Facebook Twitter RSS

‘Nossos alunos precisam voltar para a sala de aula’, diz Richa


Fonte: Blog do Fábio Campana
O governador Beto Richa ressaltou nesta quarta-feira (25), em entrevista à RPCTV, em Curitiba, a necessidade urgente da volta às aulas nas escolas estaduais do Paraná. “Sou democrático, aberto ao diálogo e ao entendimento, reconheço o direito de todos se manifestarem. Evidentemente, a greve não é desejada e estamos trabalhamos para, o mais rápido possível, chegarmos a um entendimento”, afirmou Richa. “Praticamente tudo já foi atendido e muitas das reivindicações já estavam encaminhadas mesmo antes da greve”, disse Richa. “Nossos alunos precisam voltar para a sala de aula” complementou.

Beto Richa lembrou que os professores receberam 60% de aumento salarial nos últimos quatro anos e um aumento de 75% na hora-atividade. O pagamento das rescisões dos professores contratados pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS), que somam R$ 70 milhões, foi feito na terça-feira (24). Também está assegurado o pagamento do terço de férias em março, em cota única.

CONTENÇÃO – Beto Richa falou sobre a necessidade de medidas de contenção de gastos. “Não há condições de não apresentar medidas, de certa forma amargas, neste momento, para enfrentar a situação nacional”, disse ele. No fim do ano passado foram encaminhadas medidas de reajustes de alíquotas de impostos, que, mesmo com as alterações, ficaram dentro da média nacional. “Agora enviamos medidas para contenção de gastos. O momento exigia brevidade na aprovação das medidas”.

Richa ressaltou a necessidade de melhorar o fluxo de caixa no início do ano. Parte das receitas de janeiro é antecipada para pagar o 13º salário dos servidores. Além disso, a receita de impostos só começará a entrar após 90 dias da alteração das alíquotas (principio da noventena).

É o caso da receita do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), que normalmente começa a entrar em janeiro e que, neste ano, foi adiado para abril.

“Em abril, passaremos a receber essa receita e, com as medidas de austeridade do governo, vamos sistematicamente melhorando. O segundo semestre será muito melhor e até o fim do ano a situação estará melhor, com recuperação da capacidade de investimentos”, afirmou o governador.

AUSTERIDADE – O Governo do Estado mantém ações sistemáticas de austeridade, impondo metas aos secretários para redução de gastos de custeio. “Agora mesmo estou congelando o reajuste salarial do governador e da equipe de primeiro escalão. Reajuste que foi fixado pelo Supremo Tribunal Federal”, explicou Richa.

O governador lembrou que, no ano passado, foram eliminadas cinco secretarias estaduais e outras foram fundidas. “De uma só vez, cortamos mil cargos em comissão. O IBGE, em trabalho realizado há cerca de um ano e meio, mostrou o Paraná como o estado com menor número de cargos em comissão”, lembrou Richa.

O governador também mencionou avanços como a contratação de 23 mil professores e de 10 mil policiais, a criação de empregos e a política de industrialização.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net