Facebook Twitter RSS

Comitiva mexicana visita Congonhinhas para tratar sobre produção de café


O prefeito Dr. José Olegário recebeu na manhã deste sábado (14) uma comitiva vinda do México, para tratar sobre como é feita a produção e colheita do café tanto no Brasil quanto no país de onde eles vieram.

Na reunião, a mesa de honra foi composta pelo prefeito Dr. José Olegário, vice-prefeito Osmarzinho, presidente da câmara de vereadores Renato Honório, Ricardo Batista dos Santos presidente da associação de café especial de Congonhinhas, além do Dr. Ismael Méndez López, membro do Instituto Nacional de Investigações Florestais, Agrícolas e Pecuárias (INIFAP) do México.

Ismael iniciou o pronunciamento destacando que a produção de café no Brasil é diferente, mas isso é bom, pois assim como podemos aprender muitas coisas com os mexicanos, eles também podem aprender com a gente.

O sindicato de Congonhinhas é o braço direito do grupo de café especial do município, o qual é presidido pelo Sr. Ricardo Batista.

Um dos membros da comitiva mexicana questionou o Sr. Tumoru Sera (pesquisador geneticista de café do IAPAR) sobre como funciona o escalonamento de café em Congonhinhas e região. Tumoru afirmou que uma das possibilidades é a nutrição com hidrogênio de nível adequado baixo e potássio de nível adequado alto, a qual atrasa a maturação do café em 1 mês.
No caso da nutrição com hidrogênio de nível adequado alto e potássio de nível adequado baixo, adia a maturação em 1 mês.
Quando a nutrição é deficiente, a maturação é desuniforme”, finalizou o Sr. Tumoru.

Mas o melhorista genético também teve suas dúvidas. Ele perguntou ao Dr. Ismael sobre como seria o regime de chuva e temperatura média no país do México.
Ismael afirmou que o café está concentrado onde mais de 50% da população é indígena. 96% do café é de produção arábica, e a maioria é úmido, pois em regiões acidentadas a média anual de chuva chega quase a 3000mm. Pra se ter uma ideia de como essa quantidade é alta, aqui no Paraná a média é 1200mm.

Sobre a colheita de café no méxico, Dr. Méndez López afirmou que o período depende da altitude. Nas partes baixas, a colheita é feita entre julho, agosto e até outubro; nas partes médias, entre novembro, dezembro e janeiro. Já nas partes altas, entre fevereiro e março.

As variedades de café que se cultivam no México são típica Bourbon, Caturra muito longo e alguns Catimores.
Lá não há muitas condições de fazer mecanização, é tudo manual. Somente os proprietários de grandes fazendas utilizam da mecanização nos trabalhos.

No México não há um sindicato como o de Congonhinhas. Há somente organizações de pequenos produtores, nas quais os técnicos cafeeiros ajudam. O ministério da agricultura também tem papel importante neste sentido.

A maior parte dos produtores no México são realmente pequenos. A produção costuma ser entre 5 e 7 sacas de 45kg/hectares. Porém, os pequenos produtores costumam receber apoio do governo.

No país, há uma superfície total de 680 mil hectares de café, com produção de 3.2 a 3.5 milhões de sacas de 45kg. Antes, a produção era entre 4.5 e 6, mas a ferrugem vem sendo um problema que influenciou muito nos últimos 3 anos na produção cafeeira.
Devido a esse problema, muitos trabalhadores migram do campo para a cidade, diminuindo assim a produtividade.

Todas as perguntas quanto a produção de café no México foram muito bem respondidas pelos estrangeiros, assim como o Sr. Tumoru e Sr. Ricardo também sanaram todas as dúvidas dos mexicanos sobre a produção de café no Paraná.

Ao fim, foi oferecido um delicioso café da manhã para todos os presentes e o prefeito Dr. José Olegário agradeceu a visita da comitiva e deixou as portas abertas para quando quiserem voltar novamente.

Cabe salientar que antes de partir, os mexicanos visitaram a propriedade rural do Sr. Ricardo Batista, para ver como funciona as mudas e o plantio do café especial que nosso município produz.

Chegada da comitiva à Congonhinhas


Tradutor trazido para melhor compreensão do espanhol

Mesa de honra

Prefeito Dr. José Olegário fazendo uso da palavra

Público presente

Ricardo Batista, presidente da associação de café de Congonhinhas

Vice-prefeito Osmarzinho

Presidente da câmara de vereadores, Renato Honório

Dr. Ismael Méndez López, membro do INIFAP do México



Sr. Tumoru Sera, pesquisador geneticista de café do IAPAR

Especialista em café do México

Especialista em café do México







COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net