Facebook Twitter RSS

Cornélio Procópio, Maringá e Cascavel terão colégios da PM


Fonte: AEN PR
(Foto: Fernando Ogura / ANPr)
O Paraná passará a contar com mais três colégios da Polícia Militar em 2019. Nesta quinta-feira (11), a governadora Cida Borghetti assinou decreto que cria os colégios de Maringá, Cornélio Procópio e Cascavel.

Cida destacou que a criação das novas unidades segue o planejamento estratégico de interiorização do ensino militar. “Já temos colégio de Curitiba, que é o pioneiro, criado há 56 anos, e o de Londrina. Além de Maringá, Cornélio e Cascavel há estudos para criação de novas unidades em outras regiões do Estado. A interiorização do ensino da Polícia Militar começou e vai ser ampliada”, afirmou a governadora.

Ela explicou que a direção das escolas será feita pela Polícia Militar e a gestão pedagógica administrada pela Secretaria de Estado da Educação. “A educação é a principal ferramenta de transformação da sociedade. Esta medida vai oportunizar aos alunos uma educação de qualidade, com os valores instituídos pela corporação no Paraná. O programa pedagógico e educacional, que já é uma referência no Estado, vai garantir novas oportunidades aos alunos das três regiões”, afirmou.

ATENDE DEMANDA - A comandante-geral da Polícia Militar, coronel Audilene da Rocha, disse que a criação dos colégios no interior atende a demanda da população. “Estamos atendendo um pedido da sociedade, para que as crianças de todas as regiões tenham acesso ao ensino oferecido pelo Colégio da Polícia Militar”, disse.

Os colégios de Maringá e de Cornélio Procópio, explicou a comandante, funcionarão em escolas em que o ensino regular já acontece. Já o de Cascavel será no Centro Nacional de Treinamento em Atletismo (CNTA), que está em fase final de construção.

Aos alunos já matriculados nos colégios de Maringá e Cornélio Procópio será oferecida a possibilidade de continuarem nas escolas com a nova modalidade de ensino. Os novos alunos destas duas unidades e os alunos da unidade de Cascavel, que entrarão em 2019, vão passar pelo processo seletivo da Polícia Militar como já acontece nas unidades de Curitiba e Londrina. A comandante-geral explicou que o colégio passa a ser um Órgão da Polícia Militar (OPM), que segue os preceitos didáticos e pedagógicos da Secretaria de Educação.

PEDAGÓGICA – A proposta pedagógica do colégio da Polícia Militar em Maringá, Cascavel e Cornélio Procópio será a mesma da rede estadual de ensino, elaborada pela Secretaria da Educação. Os professores, equipe pedagógica e agentes de apoio (Agentes Educacionais I e II), além da merenda e recursos do Fundo Rotativo serão cedidos pela Secretaria da Educação. Os diretores-gerais, diretores auxiliares e secretários serão cedidos pela Polícia Militar.

NOVAS VAGAS - Pelo mesmo decreto foram ativadas três vagas de major, sendo uma para cada colégio. Eles terão a função de gerenciar a unidade. Também foi criada uma vaga de capitão para atender a demanda de Guaratuba. Na solenidade, a governadora Cida Borghetti assinou também a promoção definitiva da oficial Rita Aparecida de Oliveira de tenente-coronel para coronel.

PRESENÇAS - Acompanharam a solenidade de assinatura do decreto o secretário da Segurança Pública, Júlio Reis, o chefe da Casa Militar, coronel Maurício Tortato, e o presidente da Fetranspar, coronel Sérgio Malucelli.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net