Facebook Twitter RSS

Secretarias da Saúde e da Educação definem volta às aulas em seis regionais do Paraná


Fonte: Carolina Wolf - RPC Curitiba

(Foto: Reprodução/RPC)
As aulas presenciais em algumas escolas da rede pública de ensino do Paraná devem retornar ainda no mês de outubro, conforme decisão tomada pelas Secretarias Estaduais de Educação (Seed) e Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (8).

O governo do estado afirmou que trabalha para que o retorno ocorra em 19 de outubro. A informação foi obtida com exclusividade pela RPC.

Durante as reuniões com representantes das secretarias, também participaram o Ministério Público e a Casa Civil.

As aulas na rede pública de educação estão suspensas desde o dia 20 de março, no Paraná. O governo chegou a prever o retorno das atividades para setembro, mas a volta acabou não se confirmando.

O retorno "teste" das aulas presenciais será feito em áreas onde os índices epidemiológicos da covid-19 estão mais baixos. Estão nesta lista as seguintes regionais de educação:

Umuarama
Cianorte
Francisco Beltrão
Pato Branco
Ponta Grossa
Wenceslau Braz

Juntas, as seis regionais têm 84 cidades. Entretanto, a volta às aulas não acontece em todos os 84 municípios.

Conforme apurado pela RPC, o retorno ocorrerá em cerca de 30 cidades que ficam nessas regiões, e as aulas também não voltarão em todas as escolas desses municípios.

A RPC apurou que cerca de 50 escolas devem reabrir, sendo que a maioria delas está localizada em áreas urbanas porque, neste momento, não deve ser usado o transporte escolar.

O retorno será feito para os alunos mais velhos, do 8° e do 9° ano do ensino fundamental e do 3º ano no ensino médio.

O teste de retorno às aulas faz parte do plano-piloto, do Governo do Paraná. Se der certo, o modelo poderá ser aplicado em outras regiões do estado.

Por meio de nota, o Sindicato dos Trabalhadores de Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) afirmou que é contra o retorno das aulas presenciais durante a pandemia.

"O melhor a se fazer é concluir o ano letivo com o ensino remoto, que está sendo aplicado desde o início da pandemia, apesar das contrariedades da entidade sindical sobre esse modelo", diz trecho da nota.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Érick Paiva - Blog Congotícias
Érick é acadêmico do curso de Direito, cursando atualmente o quarto período na Faculdade Cristo Rei (FACCREI) de Cornélio Procópio. É o criador do Blog Congotícias, levando a informação para Congonhinhas e região há mais de 07 anos.