Facebook Twitter RSS

Governo do Paraná encaminha projeto para garantir o maior salário mínimo do País


Fonte: Portal Bem Paraná com assessoria

(Foto: Divulgação/AEN-PR)
O Governo do Estado, através da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), enviou para a Assembleia Legislativa projeto de Lei para formalizar a regra de valorização do reajuste do piso salarial estadual e com isso garantir o maior salário mínimo do país.

Atualmente o salário mínimo no Paraná é de R$ 1.383,80 na categoria 1 (o maior do país), podendo chegar a R$ 1.599,40 de acordo com a categoria.

A proposta foi definida durante esta semana na reunião do Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Renda e ficou acordado que o reajuste dos valores dos pisos salariais do Estado do Paraná de 2020, será feito pelo mesmo índice aplicado para reajuste do Salário Mínimo Nacional para 2021, acrescido de 0,55% (zero vírgula cinquenta e cinco por cento), o que representa 50% (cinquenta por cento) do resultado do PIB de 2019. Os pisos reajustados serão aplicados para o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2021. Participaram da reunião representantes dos trabalhadores, dos empresários, do Governo do Estado e do Ministério Público do Trabalho.

O secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, reforça o posicionamento do Governo do Estado de praticar uma gestão que valoriza as pessoas. “Mais uma vez o Paraná através das suas empresas e do seu governo, sai na frente”, afirmou Ney Leprevost.

A maioria dos estados brasileiros segue o valor estabelecido pelo governo federal, que utiliza o cálculo do reajuste do salário mínimo apenas pela inflação, ou seja, sem aumento real e é usado como referência para remunerar os trabalhadores no país.

O Paraná adota um piso regional, superior ao valor nacional, e tem quatro faixas salariais que serão definidas no início do ano que vem através de Decreto, após a publicação e fechamento dos índices utilizados para o cálculo.

O secretário Ney Leprevost destacou ainda que o valor do salário mínimo é uma referência para a negociação das categorias sindicalizadas e uma garantia para as categorias que não têm sindicato.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Érick Paiva - Blog Congotícias
Érick é acadêmico do curso de Direito e o criador do Blog Congotícias, levando a informação para Congonhinhas e região há mais de 07 anos.