Facebook Twitter RSS

Rolândia inaugura maior berçário de pintos do Brasil


Fonte: Tem Londrina com Assessoria

A JBS informou, no último dia 11 de janeiro, a retomada das operações do seu incubatório de frangos de corte localizado na cidade de Rolândia, na Região Metropolitana de Londrina (RML). Responsável por 12% dos pintos produzidos pela Seara, o “berçário” de aves recebeu investimento de R$ 135 milhões para recuperação e modernização, após incêndio ocorrido na unidade em 2023.

Apontado como o maior e mais tecnológico incubatório do país, o local tem capacidade de incubação de mais de 16 milhões de ovos férteis por mês, ocupando uma área de 16.314 m². Incubados em estágio único, os ovos são colocados e retirados das máquinas todos ao mesmo tempo a cada ciclo de incubação. Tecnicamente, esse processo é considerado um dos melhores, já que permite limpar e desinfetar todos os maquinários ao fim de cada procedimento, elevando o padrão de qualidade do processo.

Seguindo os princípios do bem-estar animal, o incubatório possui um controle maior de ambiência, favorecendo o desenvolvimento dos embriões com maior eficiência e qualidade.

O incubatório conta ainda com uma sala de controle de climatização, sistema de alarmes e monitoramento ambiental, com câmeras por toda a unidade. Além disso, foram instalados instrumentos para o controle de incêndio. Vamiré Luiz Sens Júnior, gerente-executivo de Sustentabilidade Agropecuária da Seara, conta que a reconstrução foi focada em trazer uma operação totalmente modernizada.

“Tudo foi projetado de modo a assegurar excelentes níveis de eficiência e otimização dos recursos naturais. Além das melhorias do processo, a incubação realizada mais próxima às granjas reduz o tempo de deslocamento de ovos e pintos, resultando em um serviço ainda melhor aos nossos parceiros integrados”, disse.

Com a instalação do processo de osmose reversa, que realiza a filtragem da água por meio de equipamentos próprios para reter as partículas e poluentes físicos e microbiológicos, a unidade também economizará cerca de 200 mil litros de água por mês com o uso de água destilada nos processos de incubação.

O incubatório de Rolândia atenderá municípios do Norte do Paraná, mais precisamente nas cidades de Campo Mourão, Santo Inácio e Jaguapitã (RML), mas está habilitado para atender outras unidades, se houver a necessidade.

Com previsão para entrar em operação na segunda quinzena de fevereiro, o incubatório foi reconstruído em tempo recorde, com conclusão em apenas 10 meses. Durante esse período, 200 pessoas chegaram a trabalhar nas obras. Com a retomada das atividades, a unidade contará com 155 colaboradores.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Érick Paiva - Blog Congotícias
Érick é acadêmico do curso de Direito, cursando atualmente o 10º período na Faculdade Cristo Rei (FACCREI) de Cornélio Procópio. É o criador do Blog Congotícias, levando a informação para Congonhinhas e região há mais de 10 anos.