Facebook Twitter RSS

Ocorrências Policiais; 25 para 26/01 de 2014


ITAMBARACÁ: CONDUZIR VEÍCULO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL
A equipe da Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima dando conta que um veículo Gol branco com placa estaria sendo conduzido por uma pessoa embriagada em Itambaracá. A equipe em patrulhamento deu voz de abordagem a J. R. C. de 39 anos que estava conduzindo o referido veículo. O condutor estava em visível estado de embriaguez. Estava com os olhos vermelhos, odor etílico, falava muito e enrolado. Indagado sobre os fatos confirmou ter ido a um bar e consumido bebida alcoólica. Foi oferecido o teste do bafômetro ao condutor e este se negou a fazer. Foram realizadas as notificações cabíveis, o laudo de constatação de sinais de embriaguez e o encaminhamento para delegacia de polícia civil para as providências cabíveis ao caso pela autoridade competente.

URAÍ: CONDUZIR VEÍCULO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL
Após um veículo Saveiro ter cometido uma infração de trânsito, a equipe da Polícia Militar realizou a abordagem do mesmo e ao pedirmos que seu condutor saísse do veículo, notamos que o mesmo estava em visível estado de embriaguez alcoólica. Diante do fato, foi dado voz de prisão ao mesmo, o qual reagiu contra a equipe de serviço, sendo obrigado o uso de força moderada e o uso de algemas para conte-lo.

CONGONHINHAS: LESÃO CORPORAL/ESTUPRO
Através de solicitação anônima de que uma mulher estava sendo estuprada nas proximidades da serralheria do marreco em um matagal, deslocamos ao endereço acima citado e encontramos a pessoa conhecida como Zanin em flagrante de estupro contra V. N. S. e a mesma apresentava lesões no braço esquerdo, braço direito, joelho esquerdo e direito. Diante da situação foi dada voz de prisão para Zanin e conduzido a delegacia para as providências cabíveis ao fato.

SÃO S. DA AMOREIRA: PORTE ILEGAL DE ARMA BRANCA

Através de solicitação anônima a equipe de serviço foi acionada para deslocar até a Rua Germano Pirez onde havia uma pessoa armada com faca, ao chegarmos no local deparamos com o Sr. André dispensando a arma no quintal próximo ao local da ocorrência. Diante dos fatos foi dado voz de prisão e encaminhado para a delegacia de polícia para providência.

JATAIZINHO: CONDUZIR VEÍCULO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL
Através de solicitação, deslocamos ao local da ocorrência onde nos deparamos com um acidente de trânsito do tipo choque, sem vítimas, onde o condutor do veículo, "João Fernandes Ricardo Filho" perdeu o controle da direção e chocou-se contra um muro da residência localizada no endereço acima. Verificamos no local que o condutor encontrava-se visivelmente embriagado, onde o encaminhamos ao posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, que após realizado o teste de álcoolemia, foi constatado um valor de 0,61 mg/l. Diante dos fatos, realizamos os procedimentos administrativos e o encaminhamos à delegacia da polícia civil de Ibiporã/PR para os demais procedimentos cabíveis

CORNÉLIO PROCÓPIO: CONDUZIR VEÍCULO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL
Diante de denúncias via central 190 da PM que davam conta que estava acontecendo uma briga no bairro Santa Terezinha, a equipe policial deslocou e avistou uma aglomeração de pessoas no endereço citado. Após sermos informados que anteriormente tinha havido uma discussão entre marido e mulher e que não houve interesse em representação, todavia o condutor estaria dirigindo um veículo fusca em estado visível de embriaguez e realizava manobras do tipo cavalo de pau. A equipe avistou o carro e deu voz de abordagem. O condutor se recusou a descer do carro, sendo necessário o uso de força moderada para contê-lo, pois ele resistia com tapas e socos contra os policias. Conseguida a imobilização, o condutor foi encaminhado para o posto da Polícia Rodoviária Estadual e realizou o teste de álcoolemia. Sendo constatada a embriaguez o condutor foi encaminhado preso em flagrante até a delegacia de polícia de Cornélio Procópio. O veículo foi liberado para uma pessoa habilitada, pois estava com os documentos regulares e sem nenhuma pendência.

CORNÉLIO PROCÓPIO: DROGAS P/ CONSUMO  - POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO, ACESSORIO OU MUNIÇAO
Após várias denúncias anônimas nas quais informavam que na Rua Rubi estaria ocorrendo tráfico de drogas e que o local também servia de ponto para uso de drogas, e que no local havia uma grande movimentação de pessoas. Diante do exposto deslocamos até o referido local, ao chegarmos próximo ao local procedemos a abordagem de um indivíduo identificado posteriormente como Lucas, que segundo denúncias anônimas tinha uma pequena quantidade de drogas maconha e um revolver calibre .32 que estariam guardadas na casa do "Elitinho", nada de ilícito sendo localizado fora o mesmo liberado, no momento da abordagem visualizamos um indivíduo tentando se omiziar dentro da referida residência, adentramos rapidamente o local, onde localizamos um indivíduo identificado posteriormente como Wellingthon da Silva, vulgo "Elitinho", ao ser realizada revista pessoal no mesmo nada de ilícito fora localizado, em revista na casa foi localizada um aparelho de narguilé artesanal e foi localizado dentro de um televisor antigo uma porção de substância análoga à maconha, sendo que o mesmo informou realmente que usava drogas, no local fomos informados por denúncias anônimas, que durante as buscas na casa do Elitinho, o Lucas aproveitou para omiziar munições calibre .32 na folhagem de uma árvore localizada próxima ao local das buscas, indo embora logo em seguida, e tal denúncia informava ainda que Lucas possuía em sua residência uma arma de fogo, e uma espingarda de pressão adaptada para munição calibre .22. Diante do exposto deslocamos rapidamente até a casa do Lucas onde fomos informados por sua genitora identificada que seu filho tinha acabado de sair para comer um lanche. Ao ser indagada sobre seu filho a mesma nos informou que seu filho tinha uma espingarda guardada em seu quarto, e relatou ainda que a um tempo atrás localizou dentro do guarda roupas de seu filho uma grande quantidade de maconha e uma garrucha, ato contínuo sabendo que a droga pertencia ao "Elitinho" devolveu a droga ao mesmo, pedindo para que ficasse longe de seu filho, e quanto a arma de fogo entregou para a sua irmã identificada como Aparecida Araújo Castelhon, cuja mesma ficou incumbida de dar um fim na arma. Ao entrarmos em contato com a Srª Aparecida a mesma alegou que estava com a arma vindo a entregá-la em seguida à equipe policial. Diante do exposto foram todos encaminhados até à 1ª SDP para os devidos processos legais.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net