Facebook Twitter RSS

Prédio do IML de Londrina é interditado parcialmente


Redação: Rafael Machado (Portal Bonde)
Gustavo Carneiro/Grupo Folha
A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) acatou recomendação do Ministério Público e resolveu interditar parcialmente a sede do Instituto Médico Legal (IML) de Londrina, que funciona há mais de 20 anos em um imóvel alugado na Rua Araçatuba, no Jardim Amaro, região oeste. O Corpo de Bombeiros identificou várias irregularidades, como lacunas no forro, falta de hidrantes e também de acessibilidade.

Em nota, a assessoria de imprensa da Sesp não especificou quais setores do IML foram interditados, mas assegurou que "o atendimento aos cidadãos não sofrerá interrupções". O setor de Arquitetura e Engenharia da pasta "está estudando possibilidades de soluções para esse problema".

Enquanto isso, a construção da nova sede, na Avenida Dez de Dezembro, segue com 70% das obras concluídas. A previsão é que o serviço seja finalizado nos últimos três meses deste ano. O custo total ultrapassa R$ 6 milhões.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

  • Facebook
  • Twitter
  • Myspace
  • Reddit
  • Stumnleupon
  • Delicious
  • Digg
  • Technorati
Postado por: Blog Congotícias
www.congoticias.net